Propaganda

Últimas Notícias

Salário mínimo passará de R$ 788 atuais para R$ 870,99 a partir do dia 1 de janeiro de 2016



Para alegria geral da nação nesta ultima quinta-feira (17/12) o Congresso Nacional aprovou o orçamento de 2016 e o texto tem estimativas de R$ 2,95 trilhões em receitas para o ano que vem e fixa despesas em valor similar. Neste mesmo cenário também foram previstos recuo de 1,9% do PIB, inflação de 6,47% e dólar a R$ 4,09. A boa nova que muitos trabalhadores esperam  é que o salário mínimo irá passar de de R$ 788 para R$ 870,99 a partir de 1º de janeiro de 2016. Além dos já citados acima a CPMF é outro fator a ser lembrado e o orçamento previsto é de R$ 10,3 bilhões arrecadados em 2016 com a recriação da nova CPMF, mas vale frisar bem que a volta depende do projeto de lei passar pelo Congresso. O Aedes aegypti também entra nas despesas do governo que deverá investir cerca de R$ 500 milhões para combater o mosquito que transmite o zika vírus (causador de microcefalia em recém-nascidos), a febre chikungunya e também a dengue. No orçamento para 2016 também ficou estabelecido que para o superávit primário a meta será de 0,5% do PIB, equivalente a R$ 30,5 bilhões, dos quais a a maior parte fica a cargo do governo federal com seus R$ 24 bilhões e a menor parte aos  estados e municípios com pouco menos de R$ 6,5 bilhões. Para quem ainda não sabe o superávit primário é a economia que cabe ao governo fazer para pagar juros da dívida externa de uma pais. Em meio a crise econômica espera-se que o Brasil possa ter dias melhores e que o salário minimo não seja "comido" pela inflação e a alta dos preços. 

Nenhum comentário

Para comentar neste Blog você deve ter consciência de seus atos, pois tudo que aqui é postado fica registrado em nossos registros. Tenha em mente que seu respeito começa quando você respeita o próximo. Lembre-se que ao entrar aqui você estará em um ambiente bem descontraído e por isso contribua para que ele sempre fique assim. Não esqueça que os comentários são moderados e só iram ao ar depois de uma analise e se passarem por ela iremos publicar, caso não ele será deletado. Para os novos comentários via Disqus ou Facebook a moderação não se faz necesária, já que o nome do usuário fica salvo nos comentários.
Obrigado pela visita e volte sempre.