Propaganda

Últimas Notícias

Barrichello vence em Monza e tira dois pontos

Brasileiro conquista segunda vitória no ano e está a 14 de Button

Barrichello chegou à 101ª vitória do Brasil na F-1 (Crédito: EFE)

Barrichello chegou à 101ª vitória do Brasil na F-1 (Crédito: EFE)

LANCEPRESS!

Com uma ótima atuação perfeita e estratégia empregada à perfeição, Rubens Barrichello venceu neste domingo o GP da Itália de Fórmula 1. Com a 11ª vitória na carreira e a segunda na temporada, o brasileiro chegou a 66 pontos e reduziu para 14 pontos a desvantagem em relação ao companheiro de equipe e líder do Mundial Jenson Button, que também fez boa prova e terminou em segundo. Faltam agora quatro provas para o fim da temporada (Cingapura, daqui a duas semanas, Japão, Brasil e Abu Dhabi).

Veja como ficou a classificação do campeonato

A Brawn deu um grande passo rumo ao título de construtores e a briga pelo campeonato de pilotos deve ficar mesmo entre Button e Barrichello. Isso porque a dupla da Red Bull mais uma vez não foi bem: Mark Webber abandonou ainda na primeira volta após ser tocado pelo BMW de Robert Kubica e Sebastian Vettel foi só o oitavo. Com isso, Vettel ficou a 26 pontos de Button e Webber, a 28,5.

Ambos os pilotos da Brawn adotaram uma tática de um pit stop contra dois da maioria dos adversários. O único que ameaçou a dupla da Brawn foi Lewis Hamilton, que liderou a primeira parte da corrida com um bom rendimento de seu McLaren, mas não conseguiu abrir a vantagem necessária para compensar o pit stop a mais. Além disso, o inglês se acidentou na última volta, quando era o terceiro.

Com o acidente, completou o pódio Kimi Raikkonen (Ferrari). Também pontuaram Adrian Sutil (Force India), em quarto, Fernando Alonso (Renault), em quinto, Heikki Kovalainen (McLaren), em sexto, e Nick Heidfeld (BMW), em sétimo.

A CORRIDA

Mesmo com o Kers (sistema de recuperação de energia cinética), Lewis Hamilton não fez uma largada tão boa, e quase foi ultrapassado por Sutil e Raikkonen, que pulou de terceiro para segundo. Barrichello fez uma boa largada e conseguiu passar Kovalainen, pulando para quarto. O finlandês tentou aproveitar a potência extra do Kers para se recuperar, mas o brasileiro resistiu. Quem se aproveitou foi Button, que passou Kovalainen.

Em quarto e quinto lugares, Barrichello e Button então passaram a ter uma meta na corrida: impedir que Hamilton, Raikkonen e Sutil abrissem uma vantagem suficiente para compensar o pit stop a mais. O brasileiro, com pneus duros e uma volta a mais de gasolina do que Button, conseguiu manter-se à frente do inglês durante todo o tempo e ambos cumpriram a estratégia traçada por Ross Brawn no sábado.

Hamilton por diversas vezes fez a volta mais rápida da corrida, mas nem isso o fez manter a liderança após seu primeiro pit stop. Na sua volta à pista, com mais peso do que os carros da Brawn, o inglês perdeu segundos decisivos nas suas pretensões de vencer. Depois da segunda parada, o campeão mundial começou uma caçada a Button e reduziu uma diferença que era de quatro segundos para menos de dois.

Apesar da pressão, o líder do campeonato sempre mostrou estar com a situação sob controle, enquanto Hamilton, forçando muito, sofreu um acidente ao rodar na primeira curva de Lesmo na última volta, obrigando o safety car a entrar na pista. Apesar do forte impacto, o inglês não se machucou e saiu do carro andando.

Enquanto isso, com uma vantagem de cinco segundos após seu pit stop, Barrichello controlou com perfeição sua vantagem em relação ao companheiro de equipe e rumou sem problemas para a sua segunda vitória em três corridas na temporada.


RESULTADO DO GP DA ITÁLIA

1º - Rubens Barrichello (BRA) Brawn-Mercedes - 1h16m21s706
2º - Jenson Button (ING) Brawn-Mercedes - a 2s866
3º - Kimi Raikkonen (FIN) Ferrari - a 30s664
4º - Adrian Sutil (ALE) Force India-Mercedes - a 31s131
5º - Fernando Alonso (ESP) Renault - a 59s182
6º - Heikki Kovalainen (FIN) McLaren-Mercedes - a 1m00s693
7º - Nick Heidfeld (ALE) BMW Sauber - a 1m22s412
8º - Sebastian Vettel (ALE) Red Bull-Renault - a 1m25s427
9º - Giancarlo Fisichella (ITA) Ferrari - a 1m26s856
10º - Kazuki Nakajima (JAP) Williams-Toyota - a 2m42s163
11º - Timo Glock (ALE) Toyota - a 2m43s925
12º - Lewis Hamilton (ING) McLaren-Mercedes - a uma volta
13º - Sebastien Buemi (SUI) Toro Rosso-Ferrari - a uma volta
14º - Jarno Trulli (ITA) Toyota - a uma volta
15º - Romain Grosjean (FRA) Renault - a uma volta
16º - Nico Rosberg (ALE) Williams-Toyota - a duas voltas

ABANDONOS
Vitantonio Liuzzi (ITA) Force India-Mercedes - a 31 voltas
Jaime Alguersuari (ESP) Toro Rosso-Ferrari - a 34 voltas
Robert Kubica (POL) BMW Sauber - a 38 voltas
Mark Webber (AUS) Red Bull-Renault - a 53 voltas
VOLTA MAIS RÁPIDA
Adrian Sutil (ALE) Force India-Mercedes - 1m24s739, na
36ª

Fonte: msn.br

Nenhum comentário

Para comentar neste Blog você deve ter consciência de seus atos, pois tudo que aqui é postado fica registrado em nossos registros. Tenha em mente que seu respeito começa quando você respeita o próximo. Lembre-se que ao entrar aqui você estará em um ambiente bem descontraído e por isso contribua para que ele sempre fique assim. Não esqueça que os comentários são moderados e só iram ao ar depois de uma analise e se passarem por ela iremos publicar, caso não ele será deletado. Para os novos comentários via Disqus ou Facebook a moderação não se faz necesária, já que o nome do usuário fica salvo nos comentários.
Obrigado pela visita e volte sempre.